O Homem Duplicado by José Saramago

By José Saramago

O professor de história Tertuliano Máximo Afonso descobre, certo dia, que é um homem duplicado. Ao assistir a um vídeo, ele se reconhece em outro corpo, idêntico ao dele próprio: um dos atores do filme é seu sósia.
Os desdobramentos dessa história são imprevisíveis. Mas o novo romance de José Saramago, esclareça-se emblem, não tem nada a ver com clonagem ou outras experiências de laboratório. O que está em jogo é a perda de identidade numa sociedade que cultiva a individualidade e, paradoxalmente, estabelece padrões estreitos de conduta e de aparência.
Os romances recentes do escritor português retratam uma época de transformações que, para boa parte da humanidade, resultam mais em perdas que em ganhos. Em Ensaio sobre a cegueira, os personagens perdem a vista, sinal de um pace em que todos parecem estar cegos. Em A caverna, artesãos perdem o emprego, incapazes de sobreviver à sociedade de consumo.
Em O homem duplicado, José Saramago constrói uma ficção extraordinária, apoiada numa questão extremamente atual e inquietante: a perda de identidade no mundo globalizado.

Show description

Read Online or Download O Homem Duplicado PDF

Similar fiction books

The Dream Life of Sukhanov

Olga Grushin’s remarkable literary debut has gained her comparisons with every person from Gogol to Nabokov. A virtuoso examine in betrayal and its effects, it explores—really, colonizes—the awareness of Anatoly Sukhanov, who decades sooner than deserted the precarious life of an underground artist for the perks of a Soviet apparatchik.

Compulsion (Alex Delaware, Book 22)

One evening a tender girl disappears . .. In large sunlight a retired instructor is stabbed to dying . .. In a small-town attractiveness parlor girls are butchered . .. 3 baffling instances, associated purely by way of an absence of rationale till psychologist Alex Delaware and LAPD Detective Milo Sturgis bump into a clue. A stolen luxurious motor vehicle is located undamaged and unblemished - apart from a tiny, solitary bloodstain.

Cthulhu Comes to the Vampire Kingdom

Franz and Lola are vampires in love. They stay in a cottage close to the ocean with their little vampire baby.

Burn woman is a lonely lady who walks alongside the ground of the ocean, consistently on fireplace. The water doesn't placed her hearth out or soothe her burns. It in basic terms makes her consider like she's donning an itchy wool sweater.

Bruno is the buffest vampire. he's development Muscle Island, a floating fort made out of mussels.

The Vampire technology Council has been operating for hundreds of years to avoid the depletion in their arctic planet's blood offer, however the blood has eventually run out.

Cyrus Lugosi's acquaintances are looking to slaughter him as a part of a ritual sacrifice that would increase Cthulhu from his tomb on the backside of the ocean. There are only difficulties: the nearest factor to the Necronomicon they've obtained is a unicorn coloring booklet, and Cthulhu is extra attracted to his quest for the suitable hamburger.

Their fates will converge while Cthulhu involves the Vampire country.

When It's A Jar

Maurice has simply killed a dragon with a breadknife. And had his future foretold . . . and had his real love lively away. That's exactly the type of stuff that'd deliver out the latent heroism in an individual. regrettably, Maurice is beautiful definite he hasn't acquired any latent heroism.

Meanwhile, a guy wakes up in a jar in a distinct form of pickle (figuratively speaking). He can't get out, in fact, yet neither can he consider his identify, or what gravity is, or what these issues at the ends on his legs are referred to as . . . and each time he begins operating all of it out, a person makes him put out of your mind back. fail to remember everything.

Only something can help him. the reply to the main baffling query of all.

WHEN IS A DOOR now not A DOOR?

Extra info for O Homem Duplicado

Sample text

Medida que Tertuliano Máximo Afonso havia desenrolado o seu discurso, o empregado, de puro assombro, de pura admiração, ia arregalando mais e mais os olhos, definitivamente conquistado por um cliente que não só sabia o que queria como também dava as melhores 33 razões para querê-lo, coisa sobre todas rara no comércio e em particular nestas lojas de aluguer de vídeos. Há que dizer, no entanto, que uma aborrecida nódoa maculava de interesse baixamente mercantil o puro assombro e a pura admiração patentes na arroubada cara do empregado, e foi ela, em simultâneo, o pensamento de que sendo a produtora em questão uma das mais activas e antigas do mercado, este cliente, a quem não devo esquecer-me de tratar sempre por senhor Máximo Afonso, acabará deixando na caixa registadora uma boa quantidade de dinheiro quando chegar ao fim do tal trabalho, estudo, ensaio, ou lá o que seja.

Tertuliano Máximo Afonso conhecia estes móveis, este cortinado, esta alcatifa, ou julgava conhecêlos, possivelmente o que lhe aconteceu foi ter lido um dia num romance ou num conto a lacónica descrição de um outro gabinete de um outro director de uma outra escola, o que, assim sendo, e no caso de vir a ser demonstrado com o texto à vista, o obrigará a substituir por uma banalidade ao alcance de qualquer pessoa de razoável memória o que até hoje tinha pensado ser uma intersecção entre a sua rotineira vida e o majestoso fluxo circular do eterno retomo.

Segundo os gostos do classificador. Esta tendência congénita, a que não saberiam nem poderiam resistir, tomou-se, com o decorrer do tempo, em um gravíssimo e se calhar insolúvel problema de comunicação, quer a colectiva de todos, quer a particular de tu a tu, que foi o de acabarem por confundir-se os alhos e os bugalhos, as tornas e as deixas, usurpando as palavras o lugar daquilo que antes, melhor ou pior, pretendiam expressar, do que resultou, finalmente, bem te conheço ó máscara, esta atroadora algazarra de latas vazias, este cortejo carnavalesco de latões com rótulo mas sem nada dentro, ou apenas, já desvanecendo- se, o cheiro evocativo dos alimentos para o corpo e para o espírito que algum dia contiveram e guardavam.

Download PDF sample

Rated 4.63 of 5 – based on 38 votes